quarta-feira, 22 de abril de 2009

No dia do planeta, conheça a Carta da Terra

Hoje, dia 22 de abril, comemora-se o Dia da Terra, criado na década de 1970. Portanto, nada melhor que aproveitar a oportunidade para conhecer a Carta da Terra, documento que demorou quase uma década para ser concluído, após discussões entre autoridades governamentais e, principalmente, aquelas preocupadas com meio ambiente, ética, direitos humanos. O esforço para se chegar à Carta da Terra foi coordenado pela Cruz Verde Internacional, na figura de seu presidente Mikail Gorbachev, ex-presidente da Rússia e responsável pela Perestroika que conduziu a antiga União Soviética à abertura de mercado e liberdades civis.
clique no site: www.cartadaterrabrasil.org.
Ali você saberá mais como pode participar deste movimento global pela Terra, de forma simples. Afinal, é o mínimo que podemos fazer por quem nos abriga sem pedir nada em troca, não?

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Qual a atitude para ser cidadão de primeiro mundo?

O que falta para um cidadão ser de primeiro mundo? Não basta sentir-se como tal, nem ter uma história formada por séculos de batalhas, nem ter monumentos preservados e visitados, gerando divisas via turismo para as cidades e comunidades deste país.
Acredito que para um cidadão sentir-se como integrante de primeiro mundo, ele precisa ter atitude de primeiro mundo. Precisa reclamar quando julgar que está sendo lesado, seja de um produto em um supermercado seja de um serviço público.
Ele deve ter recebido educação, tanto em sua casa por meio da transmissão de valores éticos quanto na escola, onde pode cursar até determinado grau e ter condições de ter uma profissão. Não, ele não precisa ser universitário nem ser doutor. Apenas precisa ter condições de viver dignamente, ter consciência que não está sozinho e, desta forma, ajudar a comunidade em que vive de forma natural e espontânea (lembra dos valores transmitidos em casa quando era criança?).
O país em que vivemos pode ainda não estar no primeiro mundo de forma total. Mas nós podemos nos sentir como cidadãos de primeiro mundo, ao fazer algo por nós e pelo próximo, que está em nossa comunidade e que não recebeu tanto quanto nós durante a vida.
Acredito que se cada um de nós nos tivermos orgulho de sermos brasileiros, com consciência dos erros da nossa história mas com orgulho dos que dela participaram e se dedicaram ao país, podemos, sim, iniciar uma jornada para nos sentirmos cidadãos de primeiro mundo. Falta muito para termos índices como uma Dinamarca ou até mesmo como uma Espanha? Claro! Mas, se não começarmos por nós mesmos, quem começará? Este papel cabe a cada um de nós. Isto é o exercício de cidadania.
Maria Helena Miessva

segunda-feira, 13 de abril de 2009

quarta-feira, 8 de abril de 2009

ACACCI, vital para o combate ao câncer infantil no Espírito Santo


A ACACCI é a Associação Capixaba de Combate ao Câncer Infantil — Acacci, ONG que trabalha no Espírito Santo para melhorar a qualidade de vida de todos os afetados pelo câncer infantil. Fundada há mais de 20 anos, a instituição se mantém com doações em dinheiro, produtos ou serviços, vindos dos Governos em suas instâncias municipal, estadual ou federal, empresas públicas e privadas, associações da sociedade civil e de pessoas físicas.

Administrada por uma Diretoria e um Conselho Fiscal de voluntários, tem ampliado a gama de serviços de acolhimento oferecidos às crianças e aos adolescentes assim como aos familiares que os acompanham durante a longa jornada. Eles recebem passagens para se deslocar de suas cidades de origem ou retornar a elas e hospedagem e alimentação no Núcleo de Apoio enquanto permanecerem em Vitória, e mais vales-transporte, medicamentos, roupas e ajuda de custo. E o que não é menos importante: assistência psicológica, participação em atividades para minimizar o impacto emocional provocado tanto pela enfermidade quanto o seu combate e programas de manutenção do rendimento escolar.


Como começou - Tudo começou em 1986, quando o Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória, iniciou os trabalhos do Setor de Oncologia, atendendo pacientes de todo o Estado do Espírito Santo e dos Municípios limítrofes da Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro. As dificuldades enfrentadas para uma boa qualidade no atendimento foram logo percebidas tanto pelos profissionais quanto pelos pacientes. Os leitos permaneciam ocupados em demasia, porque muitas famílias, por questões econômicas, não tinham como retirar dali os filhos em tratamento — e, quando o faziam, isso gerava o abandono do processo de tratamento. Isto levou a que pais de crianças com câncer, médicos e outros profissionais envolvidos, além de membros da sociedade em geral, se organizassem com o propósito de pelo menos minimizar os problemas que se acumulavam. Assim, a partir de soluções testadas em outras regiões do País, e até no exterior, focaram o movimento na busca por um ambulatório voltado para o câncer infantil e na adaptação de uma enfermaria que se destacasse por dispor de mais conforto. Porém, as primeiras vitórias logo mostraram que ainda faltava muito para se conseguir a garantia de maior eficácia no combate à doença e, ao mesmo tempo, reduzir ou eliminar a vulnerabilidade social dos responsáveis durante este período. Precisavam de uma estrutura que pudesse ampliar a assistência e o apoio aos mais pobres, de forma que, além de manter o paciente, permitisse que os parentes tivessem condições de acompanhar todo o caminhar em busca da cura. Nascia então a ACACCI.


Conheça mais a instituição acessando o site http://www.acacci.org.br/.



Conexão e Visa Vale lançam edição 2009 de Eu aprendo, eu ensino

A instituição Conexão e a Visa Vale lançam a edição 2009 do Programa Eu aprendo, eu ensino. Para apresentar os resultados das edições anteriores do programa, o modelo atual e suas perspectivas, será oferecido um café da manhã para a imprensa no dia 15 de abril.

O programa Eu aprendo, eu ensino leva às escolas a oportunidade de contribuir ainda mais para a formação cidadã de seus alunos e para o fortalecimento dos vínculos comunitários, tendo como tema central o combate a fome e a miséria. Com o apoio da ONU, por meio do Programa de Voluntários das Nações Unidas – VNU, ao participar, cada escola estará engajada no movimento mundial de melhoria das condições de vida de nossa população, por meio da difusão dos Oito Objetivos do Milênio.

Os dados do evento para a Imprensa:
Local - Avenida General Teixeira Lott, 1121 – Vila Martins
Horário - Das 9 às 11 horas
Favor confirmar sua presença pelo telefone 4164-4295 ou e-mail conexão@conexao.org.br

segunda-feira, 6 de abril de 2009

AVAPE ajuda ONGS com apoio do BID

A AVAPE abre para as ONGs. que atendem pessoas com deficiência e estejam interessadas em atuar ou ampliar os seus serviços prestados um programa de Cooperação Técnica Internacional desenvolvido por meio da parceria estabelecida entre a instituição e BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento e Fundo Multilateral de Investimentos (FUMIN).“Esse programa inclui ações empreendedoras e metas arrojadas que irão prover oportunidades para o mundo do trabalho para milhares de pessoas com deficiência no Brasil, por meio da atuação de organizações que farão parte da Rede Social AVAPE”, afirma Mariana Lorca, responsável pela área de Relações Internacionais e Projetos da AVAPE.

A Rede AVAPE é um projeto de expansão que visa à multiplicação da marca e metodologia consolidada dos programas AVAPE na área da reabilitação, capacitação e inclusão de pessoas com deficiência, baseado em um modelo de gestão similar ao de franquia social. Instituições provenientes de qualquer região do país poderão se licenciar para atuar nesse segmento.

As organizações selecionadas para fazer parte da Rede se beneficiarão do apoio do projeto em parceria com o BID, e receberão treinamentos especializados para a gestão e para a implantação dos processos e padrões adotados pelos programas. “Nosso objetivo é promover as competências de pessoas com deficiência, levando a outras regiões todo o conhecimento adquirido ao longo de 26 anos de história”, explica Mariana. O projeto foi idealizado pela AVAPE a partir da constatação da necessidade de programas especializados para atender a pessoa com deficiência em outras partes do Brasil, além das empresas que necessitam cumprir a Lei de Cotas.
Com 26 anos de atuação, a AVAPE (Associação para Valorização e Promoção de Excepcionais) é uma instituição filantrópica beneficente de assistência social, que tem como missão promover as competências de pessoas com deficiência. Fundada em 1982, a entidade é considerada modelo de gestão e foi a primeira em sua área a receber a certificação ISO 9001.A AVAPE é reconhecida pelo trabalho de prevenção, diagnóstico, reabilitação clínica e profissional, qualificação e colocação profissional, programas comunitários e capacitação em gestão para organizações sociais. Oferece atendimento a pessoas com todos os tipos de deficiência, do recém nascido ao idoso. Desde o seu início, já realizou mais de 18 milhões de atendimentos gratuitos e inseriu 10 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Na busca de parâmetros internacionais, mantém parcerias e termos de cooperação técnica com diversas organizações do mundo.
Saiba mais: www.avape.org.br

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Cidade dos Meninos celebra 53 anos com exposição

A Cidade dos Meninos, de Campinas, vai celebrar seus 53 anos com a exposição “Inocência Infantil”, realizada com a artista plástica Simone Thibes. Essa exposição retrata o universo infantil dentro de um contexto em que as pessoas se esquecem de que é na infância que o ser humano vivencia as experiências fundamentais que levará para toda a sua vida adulta.

Enquanto nas classes sociais mais baixas muitas crianças vivem nas ruas e acabam se tornando responsáveis pela própria sobrevivência, nas classes mais altas existe a ilusão de que a abundância material pode suprir a carência emocional. A sensação de abandono acaba sendo a mesma em ambos os casos. Desta forma, a intenção da mostra é contribuir para elevar o nível de consciência do público, levando uma mensagem de reflexão sobre o que está sendo feito para alterar esse cenário.

Cidade dos Meninos - A Cidade dos Meninos tem o objetivo de resgatar e cuidar de crianças e adolescentes que viviam em situação de risco, seja por negligência familiar, abandono ou violência, oferecendo-lhes a oportunidade de conquistar um futuro digno e produtivo. Hoje, a entidade abriga em suas casas-lares 190 meninos e meninas entre sete e dezoito anos. Além do ensino acadêmico, moradia, alimentação e cuidados médicos e odontológicos, a Cidade dos Meninos oferece a seus alunos nove cursos profissionalizantes e encaminhamento ao mercado de trabalho.


A artista Simone Thibes - Artista plástica premiada e titular da marca “Cacá e Cia”, atua também como ilustradora, cenógrafa e arte-educadora, tendo trabalhos no Brasil e exterior. É formada em Artes Plásticas pela Pucc (1992) e em 2003 recebeu a medalha Carlos Gomes pelos serviços prestados no campo artístico de Campinas. Simone Thibes doou as obras da série “Inocência Infantil” para a Cidade dos Meninos.


Serviço:
Abertura: 07 de abril de 2009, às 20h
Local: Plenário da Câmara Municipal de Campinas
Av. Engenheiro Roberto Mange, 66 – Ponte Preta
* A exposição estará aberta para visitação até dia 17 de abril
Informações para Imprensa:
Auina Gebara
Comunicação Cidade dos Meninos
(19) 3201-3020
(19) 9198-0969
www.cidadedosmeninos-sp.org.br